Encontro de juízes de língua portuguesa

A Escola da AJURIS recebe de 21 a 24/11 o evento internacional Fórum Juízes: Reflexão, Partilha e Redes Colaborativas, que reúne magistrados e juristas de oito países de língua portuguesa: Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe, Timor-Leste e Portugal, além do Brasil. Na manhã de quarta-feira (21/11) houve a abertura no miniauditório. A organização do evento é da AJURIS, da Associação Internacional de Juízes, da Escola Nacional de Formação e Aperfeiçoamento de Magistrados (Enfam), da UNODC (escritório das Nações Unidas para o combate do crime e das drogas), do Camões Instituto de Cooperação e da Língua, mantido pelo governo de Portugal, do Projeto de Apoio à Consolidação do Estado de Direito (Paced) e dos Países Africanos de Língua Oficial Portuguesa e Timor-Leste (Palop-TL).

Na abertura do evento, o vice-presidente de Patrimônio e Finanças da AJURIS, Cristiano Vilhalba Flores, desejou boas-vindas aos participantes e destacou a satisfação da associação em receber a conferência.  Já o juiz federal e representante da Enfam, Friedmann Wendpap, saudou a possibilidade de compartilhamento de dúvidas, experiências e da busca do crescimento de todos magistrados. O tema também foi destacado pelo desembargador português Nuno Coelho, representante do Camões Instituto e do Paced. O magistrado falou sobre o fortalecimento e incremento da cooperação entre os países e a importância de, ao fim do evento, elaborar um documento com o compromisso ético dos juízes de língua portuguesa.

Nos dias 21 e 22 de novembro, as atividades são exclusivas para convidados. Em grupos de trabalho, os participantes discutem casos e trocam experiências sobre assuntos como o uso das mídias sociais, o assédio moral e sexual no ambiente de trabalho e a independência judicial. Um dos painéis foi conduzido pelo diretor da Escola, Jayme Weingartner Neto, e pelo vice-diretor, Roberto Ludwig, que tratou da independência judicial.

No terceiro dia (23/11) do evento haverá uma conferência internacional coordenada pela AJURIS e aberta à comunidade. Na ocasião, a partir do intercâmbio de experiências serão abordadas questões como a estrutura e organização do Poder Judiciário, transparência e independência judicial, além de questões como ética e papel do Judiciário no combate à corrupção. Será fornecido certificado de participação pela Escola da AJURIS. As inscrições podem ser feitas no site da Escola.

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

13/09/2019

Prédio da Escola da Magistratura recebe o nome Desembargador Cristovam Daiello Moreira

O prédio da Escola Superior da Magistratura, que fica na rua Celeste Gobbato, passou a exibir em sua fachada o nome do Desembargador Cristovam Daiello Moreira, fundador da instituição. A proposta de homenagear o magistrado partiu da direção da AJURIS, encaminhada ao Tribunal de Justiça do Estado. Em 1980, Moreira apresentou à diretoria da AJURIS a ideia de criação da Escola

24/08/2019

Escola Superior da Magistratura em Luto: Ministro Ruy Rosado falece em Porto Alegre

Faleceu nesse sábado (24/8), em Porto Alegre, o ministro aposentado do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Ruy Rosado de Aguiar Júnior, aos 81 anos. O velório está marcado para começar às 10h deste domingo (24/8), no Crematório Metropolitano (Rua Oscar Pereira, 584), e a cerimônia de despedida será às 15h. Ruy Rosado foi um dos precursores da Escola da Magistratura no

16/08/2019

CONTARDO CALLIGARIS FAZ REFLEXÕES SOBRE AS TRANSFORMAÇÕES SOCIAIS E MORAIS NA ERA DIGITAL

O encerramento do XIII Congresso Estadual da Magistratura foi marcado por provocações e reflexões do pensador e psicanalista Contardo Calligaris. A palestra Homo Digitalis: Decifra-me ou Devoro-te foi realizada nesta sexta-feira (16/8), finalizando os três dias de debates sobre a magistratura digital, tema central do evento. A última atividade da programação científica foi conduzida pela vice-presidente Social, Patrícia Laydner, e pelo vice-diretor

16/08/2019

CARTA DE PORTO ALEGRE ENCERRA CONGRESSO DA AJURIS

A apresentação da Carta de Porto Alegre, no início da tarde desta sexta-feira (16/8), encerrou o XIII Congresso Estadual da Magistratura, promovido pela AJURIS. O documento marca o “compromisso de manter um Judiciário forte, autônomo e independente para preservar os direitos humanos e fundamentais tanto no universo físico quanto digital, deplorando-se qualquer tentativa de censura e discurso de ódio às

15/08/2019

JURISTA PORTUGUÊS DEFENDE COMBATE À DESINFORMAÇÃO COMO GRANDE DESAFIO DA ERA DIGITAL

Em um cenário marcado por novos desafios para a democracia, o Direito e o sistema judiciário, a conferência de abertura do XIII Congresso Estadual da Magistratura, realizada no início da noite desta quarta-feira (14/8), abordou A Liberdade de Expressão no Mundo Digital. Durante o encontro, o jurista português Jónatas Machado reafirmou, em transmissão por vídeo, a cultura da verdade como

15/08/2019

CONGRESSO DA AJURIS DEBATE A MAGISTRATURA DIGITAL

A AJURIS deu início no final da tarde desta quarta-feira (14/8) ao XIII Congresso Estadual da Magistratura, no Sheraton Hotel, em Porto Alegre. Com o tema A Magistratura Digital, o evento vai discutir, até sexta-feira, os desafios de fazer a jurisdição em um mundo em constante transformação. Cerca de 240 magistrados e convidados participam do evento. Em seu discurso de abertura, a presidente da